Goody Ponto e Vírgula
24 de maio de 2011 por Desirée Marantes

Terra de Ninguém ou A importância de Sonhar

Tô sentada olhando pra tela do computador faz mais ou menos uns 20 minutos.

Não estou sofrendo de catalepsia ou algo do gênero, mas profundamente chocada e triste com algo que acabei de saber e parece que veio para coroar uma série de acontecimentos brutais que aconteceram nas últimas semanas.

Assassinaram o Zé Cláudio e sua esposa.

Eu sentei do lado do Zé Claudio durante o TEDx Amazônia,  foi uma das poucas pessoas com quem eu conversei (oi, timidez?) e alguém que passei a admirar pelas palavras sábias e pela atitude mansa, que mantinha mesmo ao dizer “Eu vivo com a bala na cabeça a qualquer hora” (a partir de 1:43 do vídeo acima) ou “a mesma coisa que fizeram no Acre com Chico Mendes querem fazer comigo, a mesma coisa que fizeram com a irma Dorothy, querem fazer comigo”.

Pois fizeram.

Parece até que foi inspirado nessa palhaçada de novo código de conservação florestal que só vai prejudicar a floresta.

E agora quero ver achar quem fez isso.

Quero ver achar quem mandou fazer isso.

Se em São Paulo, a maior cidade do país, ainda vemos cenas como a da polícia paulista agredindo sem provocação manifestantes não armados, imagina a terra de ninguém que é a região norte do nosso país. O que é considerado um patrimônio da humanidade (e aqui, considero que humanidade se entende por pessoas como o Zé Cláudio) é regulado por bárbaros e predadores, que matam e destroem como se não houvesse amanhã.

É triste, muito triste.

Mas sempre que eu fico muito triste, quando perco um pouco da fé na humanidade,  eu lembro do Elvis cantando If I Can Dream, música inspirada pelo assassinato do Martin Luther King e reflito sobre a importância de sonhar.

Sempre funciona para me trazer um pouco de esperança de volta pro coração.

About Desirée Marantes

Unicorn-in-chief

5 comentários para Terra de Ninguém ou A importância de Sonhar

  1. marimessias disse:

    Filho da floresta,
    água e madeira
    vão na luz dos meus olhos,
    e explicam este jeito meu de amar as estrelas
    e de carregar nos ombros a esperança.

    (Thiago de Mello)

  2. ariane disse:

    lindo desi e mari :(

  3. Cris Grosselli disse:

    <3

  4. jacksonaraujo disse:

    speechless!

  5. Pingback: Ponto Entrevista: Felipe Milanez (via Ponto Eletrônico) | Beto Bertagna a 24 quadros

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>