Arte Ponto e Vírgula
31 de maio de 2011 por Vinicius Perez

Gibi autobiográfico

Hoje mais cedo esbarrei nesse Graphic Women, livro onde Hilary L. Chute nos fala um pouco sobre Aline Kominsky-Crumb, Phoebe Gloeckner, Lynda Barry, Marjane Satrapi e Alison Bechdel, quatro quadrinistas que, não apenas por serem mulheres, apresentam um mundo feminino nos quadrinhos.

As últimas duas são grandes favoritos: Marjane Satrapi é a responsável por Persépolis, onde retrata sua relação com a Revolução Iraniana (mas bem mais focado na vida familiar dela, não chega a ser tão politizado como Joe Sacco) e a Alison Bechdel fez Fun Home, falando sobre crescer numa casa funerária, virar lésbica e a homossexualidade do pai. Acho curioso que, sei lá, por serem feitos por mulheres, eu esperava algo mais (pardon moi se soar sexista) fresco. Mas não, enquanto Craig Thompson e Chris Ware ficam (lindamente) afetados e neuróticos, sobra pra essas quadrinistas mulheres essas patadas de realidade FRIA e DURA (that’s what she said). A famosa patada.

No vídeo acima, os rapazes do iFanboy listam suas graphic novels autobiográficas favoritas e citam The Alcoholic, do Jonathan Ames (o cara também é o criador do seriado Bored to Death). O Sieber (que também ilustra muito bem sua vida em quadrinhos), explica qual é a do gibi:

No meio disso temos frustrações amorosas (mais drinks), ressacas morais (muito mais drinks) e episódios decadentes muito comuns para quem bebe COM FORÇA, como se cagar todo no meio da rua, acordar com uma velha semi-mendiga querendo foder no banco traseiro de um carro e dormir coberto de areia embaixo de um pier.

E é bem por aí um pouco do prazer mórbido que eu tenho ao ler umas histórias da intimidade dos autores. A identificação na frustração e o humor autodepreciativo. Nessas, o AV Club listou um Top 20 momentos constrangedores dos quadrinhos autobiográficos (a lista já vale pra conhecer uns cartunistas, nos seus piores momentos).

E é bom concluir com uma frase do Harvey Pekar, o papa dessa coisa toda:

Ordinary life is pretty complex stuff.’

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>