Box Tv Design Ponto e Vírgula
08 de agosto de 2011 por Niege Borges

Casa Brasil 2011

Casa Brasil é um evento de design e negócios, com vários expositores do universo mobiliário, designers convidados, seminários e produtos de alto padrão para arquitetura e decoração. Assim, no 4 de agosto, pegamos um traslado em direção ao frio glacial da serra gaúcha para assistirmos as duas palestras do terceiro dia da feira.

A primeira foi do designer alemão Konstantin Grcic, que faz móveis e outros objetos de design industrial para marcas como a Magis, Vitra e Muji (aqui tem uma entrevista bem massa com ele). Ele começou falando sobre como o tempo pode variar de acordo com a perspectiva, por exemplo, certas cadeiras podem ser consideradas atemporais, como a No. 14, feita em 1860 e a Pantom, de 1967, ainda atuais. De acordo com Grcic, isso é uma característica muito boa da indústria moveleira: como é um setor mais perene, o processo de criação pode levar um tempo maior, resultando em produtos mais duráveis. Ele também falou sobre a importância da busca pelo conforto, como o corpo humano se ajusta intuitivamente e como isso influi na maneira que nos relacionamos com os objetos, e consequentemente, no trabalho do designer. Para ele, o ato principal do designer é simplificar as coisas e melhorar a qualidade do produto para que dure mais, como foi feito no seu banco Tom & Jerry, que é um redesign daquele clássico banco de madeira com três pernas, conhecido como workshop stool. Os objetos de Grcic são em geral, minimalistas, compostos por uma única parte e cor, como a Chair One e o banco Miura.

O segundo palestrante foi Fred Gelli, sócio-fundador da Tátil – Design de Ideias, que abordou diversos assuntos sem, de fato, abordar o universo mobiliário, fazendo assim uma palestra inspiracional, como disse. Primeiro, Fred falou em pegar referências filosóficas na natureza para produzir produtos sustentáveis de maneira funcional, apresentando um ventre de uma gestante e uma casca de banana como embalagens naturais e também citando o ótimo Ask Nature. Posteriormente, Gelli apresentou o conceito de usufruidores para substituir os consumidores, onde você utiliza o produto apenas quando há necessidade, o possuindo de maneira coletiva, como o exemplo dado do Zipcar, empresa de car-sharing. O palestrante também falou sobre impressão 3D, apresentando-a como uma solução sustentável com alto nível de customização. Ele concluiu falando sobre co-criação, apontando como o diálogo e a colaboração são benéficos para o processo criativo, mostrando  um vídeo da sua própria agência sobre a criação da marca das Olímpiadas no Rio, onde todos os funcionários participaram e opinaram sobre o resultado final.

Depois das palestras fomos visitar a feira, que este ano teve a intenção de destacar o design e sua importância. Começamos por um pavilhão que demonstra justamente isso, o Salão Design. Lá foram expostos os produtos desenvolvidos pelos vencedores do Salão Design 2011, concurso que mostra o potencial de estudantes e profissionais inovadores do setor mobiliário. O espaço permitia a interação com trabalhos de designers e empresas como Brunno Jahara, Faro Design  e Fetiche Design.

A Casa Brasil deu destaque para a importância do processo de criação do designer, convidando profissionais a criarem produtos e expondo materiais que explicam como foi a execução desses projetos. Diversos materiais foram exibidos em grandes painéis, e dava para tocar e sentir cada um. Ainda nesse espírito de interação e de chamar atenção para a produção e diversidade, foram feitos painéis com materiais de descarte da indústria moveleira, que sintetizam toda a cadeia produtiva que há por trás dos móveis.

Nos outros pavilhões, o evento contou com marcas como Brasita, Casa de Pedra, Finger e Cinex, que optaram por criar ambientes conceituais, que simbolizavam um estilo de vida ligado ao móvel, mostrando que a personalidade das pessoas influi cada vez mais na decoração e cria uma identidade para o objeto. Os expositores também procuraram convidar à interação, seja com touchscreens, 3D ou deixando seus móveis posicionados para que os visitantes sentassem e relaxassem.

Para finalizar, fizemos um vídeo que passa um pouco disso que a gente falou:

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>