Nada a Ver Ponto e Vírgula Tecnologia
08 de agosto de 2011 por marimessias

Larica dos Muleke

Como prova o vídeo acima, faz tempo que comer porcaria na rua deixou de ser coisa de quem não tem tempo, dinheiro ou paladar para comer bem, e passou a ser um estilo de vida. Por exemplo, pros estrangeiros que não tão ligados, Porto Alegre é uma cidade dividida entre quem come cachorro-quente do Rosário e quem come cachorro-quente da República. Mais que isso, boa parte do turismo na cidade é baseado em gastronomia trashera (a/c @dgasparetti), que pode ser conhecida mais aprofundadamente nesse blog de resenhas de XIS, do Floco.

E longe de ser um fenômeno local, as food trucks prosperam no mercado (ainda em recuperação) americano. Com tanta gente comendo na rua, não é de abismar que a nova onda do verão por lá seja criar aplicativos que digam onde estão os caminhõezinhos de comida mais legais, baratos, saborosos e limpinhos. Para achar os mais próximos, saber de eventos e novidades, basta instalar o Food Truck Fiesta ou o Roaming Hunger. Para os mais refinados, os East St. mostra a culinária móvel mais inovadora. Já o Gastrodamus é totalmente baseado no twitter: se alguém twitta sobre uma food truck naquele dia ela aparece nos teus feeds, senão não.

Se tu não ta podendo viajar pra testar esses aplicativos mas quer conhecer as melhores comidas de rua do mundo, o VendrTv é tua escolha. O programa é um videocast de culinária que percorre diversos lugares do mundo há mais de dois anos e eu curto muito. Se tu achou a abordagem muito sutil, vale a pena conferir os hipercalóricos do EpicMealTime. Movidos pelos três Cs: calorias, cachaça e confusão, eles transformam comida em arrependimento mais rápido que nós transformamos salário em dívida.

Acima vocês podem aprender a receita de bacon com bacon, do EMT, que me fez lembrar dessa bela mensagem do  Always Remember:

Um comentário para Larica dos Muleke

  1. Anônimo disse:

    HAHAHAHAHAHA

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>