Ponto e Vírgula
04 de novembro de 2011 por marimessias

5 sentidos da vida

5. O sentido da vida segundo O Guia do Mochileiro das Galáxias:

42

O Douglas Adams também tem um livro chamado The Meaning of Liff, que é um dicionário de coisas que ainda não tem palavras que as definam.

4. O sentido da vida segundo o projeto 6 Bilhões de Outros:

6 Bilhões de Outros foi lançado em 2003 (hoje o nome mudaria para 7 bilhões, afinal) e percorreu 75 países onde 6 diretores falaram com 5.000 pessoas, entre elas um pescador brasileiro, um sapateiro chinês, um artista alemão e uma fazendeira afegã. Todas as pessoas responderam as mesmas perguntas. Uma delas foi qual o sentido da vida?

Amor.

3. O sentido da vida segundo a Esquire:

A Esquire é uma revista que existe desde 1933 e que disponibiliza online o arquivo da sua coluna What I’ve Learned, que tenta desvendar o sentido da vida de  atores, políticos, músicos, economistas, e vários outros tipos de gente foda. Incluindo Deus. Sim, Deus.

It’s ridiculous the things people do in my name. Terrorism, inquisitions, that angel show on CBS.

Para saber mais, vale conferir o post no Brainpickings reunindo as dez citações favoritas deles ou comprar o livro Esquire The Meaning of Life, que reúne as melhores 64 entrevistas, segundo a própria Esquire.

I don’t look ahead. I’m right here with you. It’s a good way to be. (Danny DeVito)

2. O sentido da vida segundo Terry Eagleton:

Terry Eagleton é um teórico e crítico de literatura cheio de livros bacanas. Nesse pocket, que é de uma coleção da  Oxford University Press só com breves introduções a temas massa escritos por gente massa, ele traz teorias linguísticas para explicar os vários usos das palavras que constituem essa pergunta e faz uma abordagem histórica de diversos sentidos da vida, ao longo dos tempos.

Tu pode ler um trecho legal aqui ou ler mais sobre aqui ou deixar de besteira e comprar logo o livro.

Postmodernism (…) is not really old enough to recall a time when there was truth, meaning, and reality, and treats such fond delusions with the brusque impatience of youth. There is no point in pining for dephts that never existed. The fact that they seem to have vanished does not mean that life is superficial, since you can only have surfaces if you have dephts to contrast with them. The Meaning of meanings is not a firm foundation but an oppressive illusion. To live without the need for such guarantees is to be free.

1. O sentido da vida segundo o Monty Python:

Além de ser meu filme favorito do Monty Python, O Sentido da Vida também é o terceiro longa do grupo. Construído como uma colagem, dividida em capítulos (que quase sempre tem mais de uma história), normalmente abordando temas cotidianos com traços surreais e, aparentemente, sem sentido algum. Mais ou menos como a vida, afinal.

No final uma personagem volta e, finalmente, revela O sentido da vida. Claro, se tu não viu vai preferir evitar spoilers, vale a pena. Mas se tu viu, bora rever:

Try and be nice to people, avoid eating fat, read a good book every now and then, get some walking in, and try and live together in peace and harmony with people of all creeds and nations.

 

E ai, qual o teu sentido da vida?

5 comentários para 5 sentidos da vida

  1. Tem uma entrevista genial do João Donato naquele programa [re]corte cultural.
    No final das entrevistas o Michel Melammed sempre perguntava:
    - Qual o sentido da vida?
    Depois de 5 segundos de silêncio, João Donato respondeu:
    - Respira.

    • marimessias disse:

      Po, admito que me identifiquei e se conhecesse certamente colocaria no post ;~

      • Uma tristeza que eu tenho é de saber que o programa acabou e que não tem na internet. Não que eu saiba.

  2. lalgarra disse:

    Tantufas! A vida é um processo dinâmico no qual e pelo qual a célula conserva seu viver acoplada em congruência operacional com o meio em que vive. A célula cria a si mesmo conservando sua unidade a nível molecular. Se isto é interrompido, e a célula para de criar a si mesma, acabou a vida. O sentido da vida é um conceito, ou emoção, que cumpre uma outra função, na medida que surge como uma pergunta ou uma resposta no viver de alguém que formula esta questão. Ou seja, a grande pergunta é, em minha opinião, porque você se pergunta neste momento sobre o sentido da sua vida? Se você não buscar o sentido de tentar entender o sentido da vida, então sua pergunta, e talvez até sua vida, não esteja lhe fazendo sentido. abs

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>