Ponto e Vírgula
15 de março de 2012 por marimessias

A liberdade de um podcaster

O queridão Kevin Smith disse que o podcast salvou sua carreira. Eis uma declaração inusitada, ein. Mas ele segue e explica que, ainda que nunca tenha imaginado que esse viraria o centro de tudo que ele tem feito, foi a liberdade de fazer o Smodcast que deu força pra ele se afastar do dinheiro (que ele chama de heroína) da indústria do cinema.

E pode parecer bizarro falar de podcasts já que não estamos no começo dos anos 2000 e desde que o Ricky Gervais Show virou série animada da HBO acredito que eles deixaram de ser o auge do descolé em consumo de conteúdo online.

Mas, olha, deve ser exatamente por isso que os podcasts tenham passado a ser o que o Kevin Smith falou: um lugar para se produzir conteúdo de qualidade e de maneira bastante livre.

E devo ser suspeita para falar já que, admito, optei por passar longe do auge dos podcasts. Mas ano atrás virei fã, graças ao incrível Philosophy Bites, que ouço feito pessoal ouve rádio AM.

Uma das vantagens que noto é que, diferente, do Twitter, outro grande lugar para quem é viciado em consumo de conteúdo, o podcast não passa por nenhum filtro social. O público tende a se direcionar para assuntos nos quais tem interesse. Se eu quero ouvir comentários sobre tecnologia, vou no podcast do Gadget Lab, se quero saber sobre ciência e sexualidade (e me divertir um pouco), vou no Sex is Fun, se quero saber novidades massa em geral, ouço o Gweek. E isso ajuda a acabar com aquela postura “manual de etiqueta online desaforado” que muita gente tem no no Twitter. Alias, sobre esse tipo de comportamento vale ouvir o episódio 9 do Nerd of Advice, que fala de adultos bullies.

Além disso, claro, um podcast massa, feito um livro massa, nos lembra que temos muito pra aprender, feito aprender a ouvir mais.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>