Comunicação Moda
25 de março de 2013 por Eduardo Biz

O poder do Storytelling no São Paulo Fashion Week

Comparando alguns desfiles desta última edição do São Paulo Fashion Week, podemos perceber o poder de encantamento que tem o storytelling. Uma história bem contada é capaz de gerar sorrisos, despertar curiosidade e criar lembranças sentimentais entre marca e consumidor.

Ronaldo Fraga sabe disso como ninguém. Com desfiles sempre muito lúdicos, o estilista explorou no Verão 2014 o universo do futebol, traduzindo essa paixão cultural brasileira em uma história cheia de emoção. Graças a detalhes preciosistas, o tema é sacado desde a entrada na sala de desfiles até a roupa em si. A atmosfera envolve o espectador e o deixa curioso (e ansioso!) pelo que está por ser apresentado: desde a passarela em formato de campo de futebol até o release que se desdobra em um grande pôster futebolístico. Mesmo quando a roupa deixa a desejar, a magia da história impossibilita que se desgoste da coleção. Eis aí o poder de encantamento do storytelling: são os vínculos instantâneos que se criam entre o processo criativo e o público.

Em Nova York, a St(o)ry é uma incrível contadora de histórias. Trabalhando com conceitos sazonais que não duram mais de dois meses, a loja oferece um catálogo de produtos que conversam entre si debaixo de um mesmo guarda-chuva temático. Existe uma história por trás de cada um deles, e fazer o consumidor entender os motivos de sua curadoria é uma experiência que eleva o status da compra a um nível sentimental.

Na crise do varejo offline, o storytelling é uma alternativa que propõe a fuga do modelo impessoal de loja e entrega ao consumidor o poder da descoberta. Mesmo que você não compre nada, ao menos aprendeu algo novo durante sua visita à loja.

Nessa era de overload de informações em que vivemos, a falta de aprofundamento é vista pelos estudiosos como uma grande problemática contemporânea. Essa digestão superficial de conteúdos potencializa um desejo de entendimento sobre tudo aquilo que estamos consumindo, lendo, experimentando… É uma vontade de transformar o efêmero em algo valioso.

A Kiosk, também em Nova York, optou por um approach informativo para dispor suas mercadorias. Com uma diversidade de produtos vindos de todas as partes do mundo, a loja exibe as peças como se elas estivessem em uma exposição de arte. Cada item recebe uma tag com a descrição detalhada sobre sua origem e curiosidades sobre sua fabricação.

Tem também o Sicilia Outlet Village, o primeiro grande outlet da região da Sicília, na Itália. Para divulgar o espaço, o shopping proclamou estar na “cidade com a população mais cool do mundo”, e criou diversos personagens em um divertido vídeo com o qual o povo italiano pode facilmente se identificar.

Todo mundo tem uma história a contar. Fazer seu consumidor querer ouví-la é o desafio das marcas de hoje e amanhã. Afinal, a magia de uma boa história sempre encontrará um ouvido disposto.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>