Games
27 de março de 2013 por pontoeletronico

Super Sale: Indie Steam

Nosso amigo Yusanã Mignoni fez um belo TOP 5 de dicas do que comprar na super promoção de jogos independentes do Steam e não resistimos em dividir com vocês. Pra quem se interessou mas não sabe bem por onde começar, sugerimos o documentário Indie GameAproveitem!

A Steam está com uma baita promoção até dia 29 nos seus jogos indies e eu, como entusiasta do gênero, resolvi fazer essa listinha de recomendações. Jogos indies são legais, baratos, não poluem o meio ambiente e te fazem uma pessoa melhor. Só coloquei jogos que eu realmente joguei e gostei, nada de “ouvi dizer que é bom”. Segue lá:

Hotline Miami

Já recomendei antes. Comprei, comecei a jogar às sete horas da noite e só parei às três horas da manhã, depois de ter terminado o jogo e o epílogo. Foi uma experiência tipo misturar cocaína com LSD. Recomendo.

FTL: Faster Than Light

É um jogo incrivelmente difícil, roguelike puro – daqueles que se morreu tem que começar tudo de novo. Rolou tipo o que aconteceu com o Hotline Miami: um amigo me apresentou no domingo e eu joguei a segunda feira toda até terminar (obviamente tirando um print da tela final pra mostrar minha superioridade já que eu tinha terminado o jogo e ele ainda não). O melhor é que a vontade de jogar ainda não passou porque o jogo vai abrindo novas naves e novas armas. Replay value do caralho.

Dungeons of Dredmor Complete

Nunca morri tanto num jogo. E admito que este é um jogo que ainda não consegui chegar nem perto de terminar. Roguelike maldito com tantas maneiras de jogar que o seu cérebro dá um nó. Estou com um personagem no sétimo nível da dungeon há duas semanas e tenho medo de carregar o save, morrer e ter que começar de novo.

Legend of Grimrock

Também de dungeons, mas o foco nesse aqui são os (magníficos) puzzles. É um dos mais desafiadores jogos desta lista. Tem que jogar fazendo anotações e estar sempre preparado pra cair numa armadilha e ser currado por aranhas gigantes.

Amanita Collection (Machinarium, Botanicula e Samorost 2)

Ok, depois de 4 recomendações de jogos difíceis, um packzinho com os jogos do gênero mais bonito que já existiu: adventures point and click. Achei o Botanicula meio infantil (apensar de bonito) e o Samorost 2 é curto, mas o Machinarium é uma das maiores obras de arte dos últimos anos.

É isso.

Yusanã Mignoni é colaborador eventual do Ponto e amante de jogos, especialmente os independentes (e um queridão).

2 comentários para Super Sale: Indie Steam

  1. Eric Coutinho disse:

    Eu não resisti aos 66-75% de desconto e comprei vários, todos independentes, incluindo Machinarium e Botanicula. Samorost tem o primeiro online, no site da Amanita, pra jogar free. Ainda quero jogar esse antes de comprar o 2. Achei dois point and click bem interessantes, um deles já joguei inteiro e valeu cada centavo: Tiny Bang Story. O outro joguei o demo e achei ótimo também: The Dream Machine.
    Outros: The Journey Down, The Binding of Isaac, World of Goo, Trine 2, Solar 2, Osmos..

    Outro tipo de indie que tem me atraído são os focados na história, ao invés do gameplay. Geralmente nem inteiramente jogáveis são, por assim dizer, como Fibrilation (não-steam) e Dear Esther. Me chamou a atenção a produtora Tale of Tales, e comprei dois deles pra experimentar: The Path e Fatale.

    Tem outro bem interessante, e no site do desenvolvedor tem uma versão quase completa gratuita, é o Cart Life. Vale uma olhada.

  2. Yusanã disse:

    Cara, o Cart Life ganhou quase tudo que poderia ganhar no IGF, cê viu? Estou bem empolgado para jogá-lo, assim que terminar outros que chegaram antes à fila.

    Estes jogos mais “sensoriais” e experimentais eu confesso que ainda não me cativaram completamente. Sinto falta do desafio e do puzzle. Até mesmo jogos como Amnesia e afins não me prenderam muito por causa disso. Tenho tentado, todavia.

    Tiny Bang Story é amor. Tens bom gosto também. :)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>