Arte Comportamento Comunicação Design
10 de junho de 2013 por marimessias

O mundo é o meu playground

Vocês devem ter visto a ação da IBM que bombou semana passada e transforma outdoors em objetos úteis ao cotidiano, como bancos e toldos.

Pois é, mas longe de ser privilégio da empresa, ela reflete um comportamento que ta rolando no mundo inteiro, de quebrar barreiras e adicionar prismas divertidos ao que seria, normalmente, monótono. Como falamos no post sobre o Community-Centered Design, essas ações ajudam a melhorar a convivência das pessoas no ambiente urbano e incorporar tal lógica é premissa básica para instituições que desejam ser / permanecer relevantes.

A própria ação da IBM é bem parecida com uma iniciativa que postamos aqui na semana passada, de design 2D.

Mais um bom exemplo é o do designer holandês Thor ter Kulve. Ele cria instalações de street art capazes de transformar os objetos mais simplórios do cotidiano urbano em arte interativa. Algumas das iniciativas do artista são o sprinkler que, quando acoplado a hidrantes os transforma em fontes ou os balanços que podem ser acoplados em postes de luz.

Outra iniciativa legal que segue essa vibe é a campanha Nature’s Playground do National Trust inglês. O National Trust é o responsável pela manutenção, proteção e abertura ao público de imóveis históricos, como casas, lojas, fazendas e jardins.

Para aproximar o público e diminuir a formalidade das visitas, os anúncios fazem piada com placas clássicas e um “É proibido pisar na grama” vira “Por favor, fique na grama”

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>