Tecnologia
16 de setembro de 2013 por marimessias

Tecnologia Modular

Demorou, mas finalmente parece que a obsolescência programada está virando coisa do passado.

\o/

E um dos grandes indicadores é o declínio de popularidade da Apple. Não precisaria nem a Forbes confirmar, pra chegar nessa conclusão bastaria dar uma olhada nas nossas timelines. Ou nos comentários nada enaltecedores, feito esse do Buzzfeed que compara o Iphone 5C com Crocs.

Claro que a diminuição dessa euforia diante da promessa do “novo” tecnológico é um indicativo de que estamos nos tornando consumidores mais conscientes, preocupados com discursos vazios e os rastros de lixo que produzimos. Mas, acima de tudo, acho que esse novo comportamento está relacionado com a maior intimidade com que lidamos com a tecnologia.

Não aceitamos, mais, que alguém nos diga o que podemos fazer ou como devemos consumir. E, em um movimento natural, esperamos coisas cada vez mais abertas, hackeáveis e capazes de sofrer upgrades.

Se não somos fixos, e vemos isso por nosso consumo quase totalmente focado em mobilidade, não faz sentido nenhum que a própria tecnologia móvel evolua de maneira fixa.

E é pensando nesse monte de coisas que surge o telefone-conceito Phonebloks que, conforme o nome sugere, é separado em blocos, pequenas partes. Basicamente, um telefone modular.

A ideia é que quando criarem, por exemplo, telas melhores (ou qualquer avanço real) tu possa trocar só a tela, sem precisar comprar um telefone todo novo. Além disso, o fato de ser feito em blocos, possibilitaria a completa customização, favorecendo o que tu mais usa no telefone (internet, câmera, etc).

Ah, a plataforma também seria aberta, claro.

O telefone é só um conceito, sequer está em fase de produção ou algo do tipo, mas a demanda que ele propõe é muito real. E, conforme temos notado, as coisas podem mudar muito e muito rápido, dependendo das demandas.

Bom, para incentivar, apoiar, dizer que tu quer muito que role, o criador do Phonebloks, Dave Hakkens, pede apenas que a galera vá no Thunderclap e dissemine a ideia nas redes sociais.

Po, ta valendo a pena, né.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>