Arquivos de: Lucas Liedke

Comportamento, Tecnologia
19 de março de 2013 por Lucas Liedke

1 SECOND EVERYDAY

Cesar Kuriyama largou o seu emprego para tirar um ano sabático. Passou então a gravar 1 segundo por dia para registrar um pouco dos bons dias que estava vivendo. O que ele não sabia é que esse hábito se transformaria em um projeto e até mesmo em uma nova perspectiva sobre a sua vida.

O app que ele criou – 1 Second Everyday, financiado via Kickstarter no início desse ano – é instigante pela simplicidade que existe nesse desafio: o que você registraria em 1 segundo em cada um dos dias da sua vida?

O que se sabe é que nem todo dia é um dia “uau”, mas que também há algo interessante nas experiências mais cotidianas.

Bom, remova seus Google Glasses e veja o que eu vi nos últimos 60 dias, em 60 segundos:

Comente
Arte, Comportamento
18 de março de 2013 por Lucas Liedke

Cenários de Hoje e Amanhã

Descobri hoje o trabalho desse chinês que adapta a arte milenar chinesa com técnicas mais atuais de mídia. Com o apoio do Creators Project, e com muito medo que a tradição artística do país entre em extinção, Yang Yongliang combina diferentes recursos para criar cenários fascinantes. O tema não poderia ser outro senão o desenfreado e impressionante ritmo do crescimento das cidades chinesas.

A dobradinha sociedade/contemplação me lembrou um pouco do Samsara, filme sem diálogos de 2011 que não é menos impressionante, apesar de representar cenas urbanas e (sobre)naturais do mundo em que vivemos HOJE. Com cenas arrebatadoras – de religião a consumo de massa, foi filmado em película em 25 países, durante 5 anos.

Casualmente, o diretor de Samsara, Ron Fricke, também trabalhou no grande clássico do gênero: Koyaanisqatsi, de 1982, que foi um dos pioneiros desse estilo ‘patrimônios da  humanidade que merecem ser percebidos com atenção e de preferência ouvindo Philip Glass’.

 

1 Comentário
Arte, Nada a Ver
07 de março de 2013 por Lucas Liedke

Velho Amigo Gif

Gifs são hoje mais conhecidos por repetições cômicas de trechos de filmes, tv, games, e memes em geral. Mas em outras épocas, na chamada Web 1.0, as grandes estrelas eram um pouco mais singelas.

O artista/hacker Evan Roth criou uma homenagem em flow para os chamados Heather Animations, um clássico dos gifs animados que está online e intocável desde 1999. Para a experiência total, a homenagem tem que ser conferida aqui mesmo: Tribute to Heather (isso que não estamos no Facebook!)

Outro cara que voltou às origens do digital e recuperou o RGB para desenhar paisagens dinâmicas foi Emilio Gomariz:

E ainda no vintage (ou seria pós-moderno?), as colagens da figuraça ex-W+K Cari Vander Yacht:

* Tem bem mais sobre a história e futuro dos gifs no filminho que já postamos por aqui.

Comente